Buscar

Como acontecem as queimadas?

Atualizado: Mar 19


Entenda como ruralistas distorceram a técnica indígena de atear fogo às plantações e a transformaram em uma maneira de destruir florestas, animais e povos nativos.

Imagem de Ylvers por Pixabay

Apesar das palavras do Presidente Jair Bolsonaro, os incêndios na Amazônia e no Pantanal que ocorreram no ano de 2020 não são de responsabilidade indígena, e muito menos são queimadas naturais. O processo de atear fogo ao solo como técnica de agriculta existe sim, mas não da forma insustentável que temos visto nos jornais e noticiários do Brasil e do mundo.


Entenda a Coivara

Coivara é o nome dado para a técnica utilizada por povos da floresta, como indígenas e quilombolas. O manejo do fogo é feito de forma responsável e consciente, e somente na área designada para o plantio. A prática consiste na remoção de vegetação indesejada: a derrubada de algumas árvores e retirada de plantas rasteiras, por fim, o fogo. As cinzas viram fertilizante para o solo. Depois do plantio e da colheita, a área é abandonada para que a floresta volte a crescer ali.


Os incêndios criminosos de 2019 e 2020

No caso do fogo que devastou o Pantanal e a Amazônia nos últimos dois anos, o agronegócio teve participação ativa. Ao contrário da técnica citada anteriormente, os fazendeiros envolvidos não se preocupam com sustentabilidade: apenas ateiam fogo para a criação de pastos, em uma área já desmatada e seca, o que faz com o fogo se espalhe, pois não tem vegetação para o conter.


Para saber mais:

Terra de direitos: Por que é falso afirmar que as queimadas da Amazônia são praticadas por indígenas e populações locais?

Nexo Jornal: Quais as causas e os tipos de queimadas na Amazônia

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo