Buscar

Entenda como o turismo afeta o meio ambiente e como contribuir para a preservação


Freepik


O turismo é uma atividade econômica de extrema importância para diversas regiões do Brasil e do mundo. Desde o começo da crise causada pela pandemia do novo coronavírus, o setor de turismo foi um dos mais afetados. As companhias aéreas e as redes hoteleiras foram as primeiras a sentir o baque das medidas de isolamento social.


Por conta das medidas de segurança, logo que foi decretada a pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em março de 2020, as pessoas tiveram que cancelar viagens a passeio ou a negócios para evitar a disseminação do vírus.


Aos poucos, as pessoas têm voltado a viajar, tomando os cuidados necessários para garantir a segurança de todos. Desta forma, a expectativa do setor é de que haja aumento na procura por viagens a partir dos próximos meses, especialmente para os destinos nacionais.


Mesmo que as viagens, os passeios e atividades turísticas ainda não estejam da mesma forma, é importante abordar a relação do turismo com o meio ambiente e o quão importante é as pessoas saberem de que forma podem contribuir com a preservação ambiental quando as viagens e atividades turísticas estiverem completamente liberadas.


Como o turismo afeta o meio ambiente


Existem problemas causados por turistas ao meio ambiente que são facilmente identificados e, de forma surpreendente, ainda acontecem - é preciso trabalhar a cultura das pessoas para modificar comportamentos como esse - estamos falando, por exemplo, da poluição causada pelo descarte de lixo de forma irresponsável na natureza. No entanto, as ações humanas que afetam de forma negativa a fauna e a flora vão muito além disso e, às vezes, podem não ser percebidas.


Alguns efeitos da falta de conscientização ambiental, que nem sempre pensamos a respeito, são:

  • desmatamento de áreas com vegetação nativa para construção de hotéis e outros complexos de lazer;

  • carência de sistemas organizados de coleta seletiva, que faz com que diversos resíduos, como canudos, garrafas e copos plásticos, sejam descartados de forma irresponsável na natureza;

  • construção de represas e tanques destinados à piscicultura, que interferem no curso natural dos rios e levam à pesca irresponsável;

  • falta de valorização da cultura, gastronomia e artesanato regionais;

Ecoturismo



Pexels


Existe um viés do turismo mais sustentável, conhecido como ecoturismo, que promove exatamente o contrário das ações citadas acima. O ecoturismo é uma tendência crescente em diversas regiões e trata-se do conjunto de atividades turísticas que utilizam o patrimônio natural e cultural, incentivando sua preservação e conservação, com estímulo à formação de consciência ecológica dos viajante


De acordo com uma cartilha do Ministério do Turismo sobre o tema, “o ecoturismo possui entre seus princípios a conservação ambiental aliada ao envolvimento das comunidades locais, devendo ser desenvolvido sob os princípios da sustentabilidade, com base em referenciais teóricos e práticos, e no suporte legal. O desenvolvimento sustentável é um conceito que visa harmonizar o crescimento econômico com a promoção da igualdade social e preservação do patrimônio natural, garantindo que as necessidades das atuais gerações sejam satisfeitas sem, contudo, comprometer o atendimento às necessidades das gerações futuras.”


Além da diversão, a proposta também visa promover maior consciência ambiental. Todas as atividades relativas ao ecoturismo são planejadas para não trazer nenhum tipo de impacto à flora ou fauna local.


Alguns dos destinos que promovem o ecoturismo no Brasil são:

  • Bonito (Mato Grosso do Sul);

  • Floresta Amazônica, que abrange vários estados das regiões Norte e Centro-Oeste;

  • Fernando de Noronha (Pernambuco);

  • Pantanal e Chapada dos Guimarães (Mato Grosso);


Como contribuir com meio ambiente


Quando as viagens e atividades turísticas voltarem ao ritmo normal, saiba como você pode contribuir para a preservação do meio ambiente mesmo estando em um momento de lazer.


  • não utilize sabonetes ou detergentes em rios ou cachoeiras;

  • sempre que possível, valorize a cultura do lugar visitado. Adquira produtos fabricados por artesãos regionais, procure conhecer a culinária local e a história da comunidade;

  • nunca deixe seus resíduos no local visitado. Itens descartáveis, como latas, garrafas plásticas e outras embalagens, devem ser encaminhados para reciclagem, em pontos adequados para destinação;

  • não alimente animais silvestres com produtos industrializados ou outros que não fazem parte de seus hábitos, pois isso pode provocar danos à sua saúde e até contribuir para a extinção de algumas espécies raras;

Em qualquer situação, turística ou não, precisamos ser responsáveis e pensar no meio ambiente e nas pessoas que estamos afetando.


7 visualizações0 comentário