Buscar

Como podemos ajudar?

Atualizado: Mar 19

*Imagem de capa por Victor Moriyama


O Brasil inteiro se sensibilizou com os incêndios de 2020. Imagens e vídeos da fumaça sobre nossas florestas e dos animais fugindo do fogo nos causaram incômodo ao assistir aos jornais e noticiários. Mas será que nossa comoção é suficiente para que essa tragédia não ocorra novamente? Entenda 3 maneiras de ajudar o Pantanal e a Amazônia e agir em prol de sua preservação:

  • Doações:

Alguns órgãos não governamentais estão lutando para minimizar os danos causados pelo fogo. Ativistas, indígenas e ambientalistas colocam suas vidas em risco todos os dias para tentar salvar os animais, que não têm de lidar apenas com as queimadas, mas também com a fome e sede, já que os seus meios de obter alimento foram prejudicados. A morte, para a nossa fauna, muitas vezes parece ser uma opção até menos dolorosa, pois muitos acabam tendo seus membros prejudicados, o que deixa aos biólogos e veterinários voluntários as alternativas de sacrificar o animal ou amputá-lo, o que impossibilitaria o retorno à natureza. Poucos são os casos de animais resgatados que conseguem ser reinseridos. Ousado, a onça pintada que teve suas patas queimadas pelo fogo, foi um dos poucos que conseguiram retornar ao habitat natural. Sua história emocionou o país e sua recuperação se deve a essas equipes de resgate e tratamento, como a ONG Pantanal Relief Fund.

Imagem de Pexels por Pixabay

Por eventos como esse, é de extrema importância apoiar aqueles que estão na linha de frente, seja combatendo o fogo, seja resgatando animais feridos. É fundamental construir uma rede de apoio financeiro, para a compra de materiais necessários, nenhuma doação serve como lucro. Conheça algumas dessas organizações e os links para ajudá-las:


Brigadas da Amazônia: https://linktr.ee/sosamazonia

Instituto Arara Azul: https://bit.ly/3m6Xmbc

Pantanal Relief Fund: https://bit.ly/3bIztBJ

SOS Amazônia: https://www.sosamazonia.fund/

SOS Pantanal: https://www.sospantanal.org.br/doacoes/

Green Peace: https://doe.greenpeace.org.br/proteja-amazonia-das-queimadas/p

Instituto Homem Pantaneiro: http://www.institutohomempantaneiro.org.br/participe

Comitiva Esperança: https://bit.ly/337zhZ3

WWF: https://doe.wwf.org.br/amazonia


  • Diminuir o consumo de carne:

A pecuária é o principal fator para o desmatamento no Brasil. A destruição de cobertura vegetal de nossas florestas é realizada para criação de pasto para o gado e muitos dos incêndios criminosos vêm daí: os ruralistas usam o fogo para limpar o pasto. Além disso, com a retirada das árvores, perde-se a umidade característica da floresta, o que a torna mais suscetível ao fogo.

É viável considerar a diminuição do consumo da carne como uma maneira de ajudar a nossa fauna e flora, ou até mesmo abandonar esse costume de vez. Em breve, o mundo não conseguirá mais sustentar esse padrão alimentar e quem está repensando isso antes de um colapso climático está à frente do resto! Pode parecer um passo simples e de baixo impacto, mas a verdade é que quando um membro da família deixa de consumir alimentos de origem animal, o resto acabar por diminuir também. Não se fala em preservação ambiental sem se falar de vegetarianismo.

Gostou e quer saber como começar? Aqui estão alguns sites e perfis com receitas fáceis e aplicáveis ao cotidiano:


Presunto Vegetariano - Site com uma diversidade enorme de receitas veganas cotidianas, como caldos e bolos. Foi criado com o objetivo de informar e disseminar uma culinária vegana simples e acessível, com opções para todos os gostos: comidas naturais, comfort food, junk food e até mesmo sem glúten. Vale a pena conferir.


@amandacomeplanta - Além de receitas práticas e deliciosas, a Amanda também promove explicações didáticas sobre diversos assuntos relacionados com o não consumo de alimentos de origem animal. Nesse post, ela fala um pouco sobre como se iniciar no veganismo como um novo estilo de vida.


@veganoperiferico - Nesse perfil, são ensinadas receitas veganas baratas e acessíveis para todos. Com o intuito de quebrar o estigma de que ser vegano é algo elitizado, os gêmeos Leonardo e Eduardo dos Santos falam de como é ser da classe trabalhadora e ainda lutar contra a exploração animal.


BÔNUS: O documentário Cowspiracy (2014) está disponível na Netflix e é uma ótima opção para você que quer entender como a pecuária afeta o meio ambiente. Dirigido e produzido por Kip Andersen e Keegan Kuhn, fala sobre o impacto que a indústria da carne tem no nosso planeta.


  • Exigir medidas sustentáveis e leis climáticas de nossos governantes:

Pode parecer algo distante da realidade de pessoas urbanas, mas a preservação de nossas florestas depende em grande parte dos políticos que nós colocamos no poder. Ao votar, dê preferência para candidatos que tenham propostas socioambientais em seus planos de governo.

Além do mais, as cidades são extremamente vulneráveis e as pessoas com menos acesso aos direitos são as que mais sofrem em desastres, como deslizamentos de terra, enchentes, rompimentos de barragem, etc. Então, ao optar pelo candidato que demonstra uma preocupação com as queimadas, você também está optando pelo bem estar dos menos favorecidos. Se estiver disposto a votar de maneira consciente e a favor de nossa fauna e flora, confira aqui nossa matéria sobre como a política interfere no meio ambiente, no final, é disponibilizado o link da cartilha do perfil @climadeeleicao que ensina como analisar os candidatos e suas propostas.


Para saber mais:

Green Peace: 7 coisas que você pode fazer pelo pantanal

Revista Gama: "O desmatamento é um grande disperdício"

20 visualizações0 comentário